Notificações

"O homem pode ser controlado pelo seu ambiente, mas é um ambiente quase todo construído por ele mesmo."

(Skinner, 1971, Beyond Freedom and Dignity)

Home (TCC) Brinquedoteca Hospitalar O que é brinquedoteca?

Acesso Restrito

Formulário para Login



Idioma - Language

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified


Designed by:

O que é brinquedoteca?

brinquedoteca1

Segundo Cunha (1992), a brinquedoteca é um espaço preparado para estimular a criança a brincar, possibilitando o acesso a uma grande variedade de brinquedos dentro de um ambiente especialmente lúdico. É também um lugar onde tudo convida a explorar, a sentir, a experimentar. Quando uma criança entra na brinquedoteca deve ser tocada pela expressividade da decoração porque a alegria, o afeto e a magia devem ser palpáveis. Sendo um ambiente para estimular a criatividade, deve ser preparado de forma criativa, com espaços que incentivem a brincadeira. Morais (1999, p. 31) define:

 

"Brinquedoteca é um espaço criado para favorecer

o brincar. Como um local de descobertas,

estimulação e criatividade, independente do tipo,

objetiva a resgatar o lúdico e a ludicidade infantil.

É um espaço criado para proporcionar

estímulos para que a criança brinque livremente."

 

Para Winnicott (1975; 1982), o brincar é sempre terapêutico e saudável, sendo uma maneira de descarregar a agressividade e reconhecer o mundo. Além de ser uma forma de comunicação em psicoterapia, a atividade lúdica conduz a relacionamentos grupais, facilitando o desenvolvimento e, portanto, a saúde infantil. O brincar se estabelece no que Winnicott chamou de espaço potencial, no qual a criança pode ser criativa, espontânea e sentir-se segura.

Segundo Winnicott (1992 p. 163) "o brinquedo é, por excelência, o meio de auto-expressão da criança e tem para ela, o mesmo sentido que a palavra tem para o adulto", trazendo-lhe prazer e permitindo que domine angústias.

O brincar, conforme o caso, pode ter um efeito terapêutico e auxiliar na superação de dificuldades e conflitos emocionais, intelectuais e sociais da criança, pois dá-se a ela, numa situação especial, como é a da internação hospitalar, um espaço e um tempo para que possa preencher com suas fantasias, experimentar seus limites de tolerância, e encontrar e desenvolver estratégias de enfrentamento ao sofrimento, à dor e à doença.

Elmescany (2000) entende que a brinquedoteca no hospital tem como finalidade tornar o ambiente mais alegre e menos traumatizante, favorecendo melhores condições para a recuperação da criança. O processo de internação provoca sérias alterações na relação com a família, amigos, escola, impondo-lhe um ambiente desconhecido, formado por regras e limites sem ludicidade. Nesse contexto, o brincar fornece uma fundamental importância à saúde, de modo a minimizar as conseqüências da hospitalização. Álvares (2001) também afirma que a função do brinquedo seria a de aplacar a angústia da separação e de suporte no enfrentamento do teste da realidade.

 

Autora: Silvana Ballaminut - Psicóloga - CRP 06/88432

 

Atendimento OnLine

Powered By: Amais TI